Advertisements

A TUA LETRA

[Machado da Graça]

Passe o tempo que passar um nome ficará

Sempre marcado em moçambique…o nome

De Samora Moisés Machel.

 

[2 caras]

O país da marrabenta vai de mal a pior

Mas paciência, moçambicanos têm de melhor

Foram 16 anos de uma guerra civil

Só de orelhas decepadas foram mais de mil

Ainda querem que o povo lhes de ouvidos

Dam! filhos da mãe desses políticos!!

 

[100 paus]

Prometem isto e aquilo mas no fim nem um quilo

De arroz pro povo nem um saco de milho

Os impostos que nem elevadores sobem

Tantos argumentos mas no fim nada resolvem

O que serão? buracos em estradas ou estradas em

Buracos

Argumentos foi a guerra que fez esses estragos!!

 

[2 caras]

Maputo é tipo a 24 de Julho, pois é

Começa em luxo mas acaba em entulho

Tem ladrão de galinha que vai para a prisão

E tem o traficante de haxixe que paga caução

Quem dorme no chão? o gajo que arrombou uma janela

Quem é rico até instala um telefone na cela

 

[100 paus]

Todos na mesma cela mas crimes bem diferentes

De ladrões de galinha a assassinos dementes

Onde é que esta a policia quando vem os ladrões

Arriscar a vida quando não há condições

Corrompidos pelas quinhentas que o estado não dá

20 anos de trabalho e a patência não há

Não sobem de nível, continuam pelas ruas

2 meses de trabalho tem as mãos bem nuas

 

[Samora Machel]

Moçambicanas e moçambicanos,

A nossa republica popular nasce do sangue do povo

 

[2 caras]

Lançaram uma falsa taxa de 20 paus

Mas o saneamento básico ainda é um caos

Tem mais lixo na cidade do que peixe no mar

E um concelho parasita que nos tenta sugar

Nos tenta tirar o pouco que poupamos nos bolsos

Chega o fim do mês temos que pagar os impostos

Enquanto gastam dinheiro em carros de luxo

O povo sobrevive embora que sem nada no buxo

 

[100 paus]

Tantos anos de trabalho mas foram em vão

Madjermanes já não sabem se têm ou não

Direito a tais moedas que conquistaram

Com o suor das camisetas e lhes confiscaram

Cadê a justiça? quem tem o poder na mão pisa

O pobre mais pobre fica e só lhe resta xiiçaaaa!!!

Injustiça! palavra mais comum entre nós

Tanto se reclama quase que se perde a voz

 

[2 caras]

No país de Mondlane já mais houve justiça

Ginza tem mais armas que a própria policia

Não consegue se aguentar com um salário de fome

Coitado do bufo, tem que alugar uniforme

Sujar o seu nome para ter o matabicho na mesa

Se é honesto sujeita-se a viver na pobreza

Aqui o sol só brilha para as elites

Sem duvidas para o povo life’s a bitch!

 

[100 paus]

Mais de mil famílias sacrificadas por um Mercedez

Novo

Nem com greves o povo consegue ter direitos todos

São 10 anos de paz, 10 anos de um governo incapaz

10 anos de : ” nós faremos mais !!!”

Promessas falsas não enchem barrigas

Deixem dessas graças são bem antigas

Mais força para o povo que continua firme

Sem poder fazer nada na plateia vê o filme

 

[100 paus]

Deram liberdade de imprensa ao jornalista

O carlos teve azar foi o primeiro da lista

Pois é o mano esqueceu-se da lei da floresta meu

Antes que abrisse a boca tiro na testa

Dizem que era boa pessoa mas sabia demais

Resultado, levou uma facada por trás

E o assassino com certeza foi ao enterro

Abraçou a viuvá e disse: meu companheiro!

Advertisements

PARTILHA

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

PUBLICIDADE

VIDEO